Discovery se separa da Estação Espacial Internacional

Washington, 11 jun (EFE).- O ônibus espacial Discovery se desacoplou hoje da Estação Espacial Internacional (ISS) quando sobrevoava a Terra no leste da Austrália, após uma missão que levou ao complexo orbital o laboratório japonês Kibo.

EFE |

O piloto Ken Ham estava nos controles quando a nave se separou da ISS às 8h42 de Brasília, e se afastou cerca de 120 metros para iniciar uma pirueta de 360 graus, durante a qual os astronautas na estação tirarão fotografias de alta resolução do lado de fora do Discovery.

A nave, que completava sua órbita 168 a uma velocidade de mais de 27.000 km/h a 380 quilômetros da Terra, começará a se distanciar mais da ISS às 10h25 de Brasília, para iniciar seu retorno ao Centro Espacial Kennedy, onde a aterrissagem está programada para sábado.

Os sete membros da tripulação da nave e os três inquilinos da estação Alfa se despediram nesta terça-feira, e imediatamente fecharam as escotilhas de suas naves.

Pouco antes tinham transferido algumas equipes e pelo menos um dos trajes espaciais ao Discovery. Além disso, revisaram alguns instrumentos e equipamentos que precisavam para o desacoplamento.

Durante a missão de 14 dias, que incluiu três caminhadas espaciais, os astronautas Mike Fossum e Ron Garan instalaram a segunda parte do laboratório científico japonês Kibo, que se uniu ao laboratório Columbus, da Agência Espacial Européia (ESA), e ao Destiny, dos Estados Unidos. EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG