Discovery chega à ISS trazendo equipamentos e provisões

A tripulação do ônibus espacial Discovery começou a descarregar as provisões para a Estação Espacial Internacional (ISS), esta quinta-feira, e se prepara para a primeira caminhada espacial da missão, um dia depois de a nave se acoplar à estação orbital.

AFP |

Os astronautas do Discovery abriram a escotilha para descarregar o módulo de logística multifuncional Leonardo para iniciar a transferência das cerca de oito toneladas de provisões, que incluem bancadas científicas, um trabalho que levará vários dias, segundo a Nasa (agência espacial americana).

Clayton Anderson e Soichi Noguchi, astronautas do Discovery, abriram a escotilha por volta das 09h00 de Brasília.

Mais cedo, a americana Stephanie Wilson e a japonesa Naoko Yamazaki operaram o braço robótico da ISS para retirar o módulo Leonardo e prendê-lo ao segmento Harmony, por volta da 01h30.

O ônibus espacial levou para a ISS equipamento científico e compartimentos-dormitório extra, bem como um freezer para preservar amostras de sangue, urina, saliva, plantas e micróbios usados em experimentos de microgravidade para análise posterior na Terra.

O Discovery também leva a bordo uma máquina de exercícios projetada para estudar os efeitos da falta de gravidade no sistema músculo-esqueletal. Os músculos podem ficar atrofiados durante longas temporadas no espaço e por isso os astronautas precisam se exercitar regularmente.

Em seguida, os astronautas começaram a se preparar para a primeira caminhada espacial da missão, prevista para as 02h41 desta sexta-feira.


O ônibus espacial Discovery ao chegar na Estação Espacial (Foto:Nasa)

Os tripulantes do Discovery foram recebidos com abraços e apertos de mão ao embarcarem na ISS na quarta-feira, depois de uma bem sucedida operação de acoplamento do ônibus espacial, quando sobrevoavam o Mar do Caribe a mais de 300 km de altitude.

É a primeira vez que quatro mulheres ocupam a estação orbital, que também recebe, em caráter inédito, dois astronautas japoneses, ao mesmo tempo.

O Discovery foi lançado na segunda-feira do Centro Espacial Kennedy, com sete astronautas a bordo, para uma das últimas missões de um ônibus espacial americano após 30 anos de serviços.

O objetivo desta missão de 13 dias é o abastecimento de oito toneladas de provisões e materiais, entre os quais duas liteiras para os seis ocupantes permanentes da ISS, bem como sete aparadores para experiências científicas.

A Discovery leva ainda um congelador adicional para preservar amostras das experiências realizadas em microgravidade e uma reserva de amoníaco para o sistema de refrigeração da estação, bem como um mecanismo de exercícios que permite medir a força muscular.

Estão previstas três caminhadas espaciais de seis horas e meia cada uma, realizada por uma equipe de dois astronautas do Discovery, que terá entre as principais tarefas será a substituição de uma reserva de amoníaco vazia, contígua à parte externa da estação.

Depois deste voo só restarão três antes da aposentadoria dos ônibus espaciais da frota, previsto para o fim de 2010.

Quando o programa de ônibus espaciais acabar, os Estados Unidos dependerão exclusivamente das naves russas Soyuz para levar seus astronautas à estação orbital até que um novo veículo de lançamento americano esteja pronto para operar, o que se estima que só vá ocorrer por volta de 2015.

A ISS, um projeto de cem bilhões de dólares, iniciado em 1998 e do qual participam 16 países, é financiado, sobretudo, pelos Estados Unidos.

Leia mais sobre: Estação Espacial Internacional

    Leia tudo sobre: estação espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG