Dirigentes iraquianos analisam minuta de acordo militar com os EUA

Bagdá, 15 jul (EFE).- O Conselho Presidencial iraquiano, formado pelo presidente, pelos dois vice-presidentes e pelo primeiro-ministro, analisou uma minuta de acordo com os Estados Unidos sobre o futuro da presença militar americana neste país árabe.

EFE |

O jornal "Al-Sabah" afirma hoje que o chefe do Gabinete da Presidência, Nasir al-Aani, disse que o presidente iraquiano, Jalal Talabani, os vice-presidentes, Tareq al-Hashemi e Adel Abdel Mahdi, e o primeiro-ministro, Nouri al-Maliki, estudaram os três documentos que compõem a minuta.

Os textos passaram depois ao Conselho Político para a Segurança Nacional, que se reunirá amanhã com este mesmo propósito.

O Conselho Político, o órgão supremo de decisão sobre a segurança no Iraque, é formado pelos membros do Conselho Presidencial e dos líderes dos blocos parlamentares.

"Os três documentos ventilam várias opções e insistem na soberania iraquiana e na preservação de seus interesses", disse Aani ao jornal, que não deu mais detalhes sobre o conteúdo.

O Iraque e os EUA fixaram o final de julho como data limite para a obtenção de um acordo, que deverá regulamentar a presença americana no país árabe após terminar o mandato da ONU, em 31 de dezembro deste ano.

O Governo iraquiano quer que qualquer pacto contemple um calendário para a retirada de tropas, mas Washington rejeita essa exigência, com o argumento que isso deveria vir junto com a melhora das condições de segurança. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG