Dirigente sindical dissidente liberado após sete anos de prisão

Um dirigente sindical dissidente foi liberado na China, depois de ter cumprido uma pena de sete anos de prisão e maus-tratos, anunciaram a irmã da vítima e uma ONG.

AFP |

Yao Fuxin, 58 anos, deixou na segunda-feira uma penitenciária de Liaoning (nordeste), uma província industrial afetada pelas reestruturações, onde defendia o direito dos trabalhadores, afirmou à AFP a irmã dele, Yao Dan.

De acordo com a irmã, Yao Fuxin foi agredido durante os sete anos que passou detido, sofreu dois ataques cardíacos e tem dificuldades para caminhar.

Yao Fuxin foi detido em 2002 depois de ter organizado manifestações pacíficas que reuniram 5.000 operários de seis fábricas da cidade de Liaoyang, segundo a organização Human Rights in China (HRIC), que tem sede em Nova York.

sai-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG