Um dirigente do movimento radical palestino Hamas em Gaza incentivou os grupos armados combatentes a retomar os atentados em Jerusalém por ocasião do Dia de Al Qods (Jerusalém em árabe).

"Pedimos a todos os grupos de detenham o inimigo planejando missões de martírio como as realizadas na segunda-feira contra soldados e (em março) contra uma ecola talmúdica", afirmou Ahmad Abu Halbiya ante mais de mil pessoas.

O Dia de Al Qods foi criado por Ruhola Khomeiny, o fundador da República Islâmica do Irã, em 1979.

Na segunda-feira passada, um palestino que conduzia um carro atropelou um grupo de soldados israelenses perto do setor antigo de Jerusalém, com um saldo de 13 feridos.

Em março, oito alunos de uma escola talmúdica morreram quando um palestino disparou com uma arma automática.

az-mel/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.