Dirigente camponês que apóia Lugo reivindica ocupações de terra no Paraguai

Assunção, 9 mai (EFE).- Um dirigente camponês cujo grupo apóia a Aliança Patriótica para a Mudança (APC), que venceu as eleições presidenciais do dia 20 de abril no Paraguai com o candidato e ex-bispo Fernando Lugo, reivindicou nesta sexta-feira as ocupações de terras no país.

EFE |

Elvio Benítez, dirigente da Coordenadora de Produtores Agrícolas do departamento de São Pedro (centro), uma das regiões mais pobres do país, disse a jornalistas: "Sabemos que há terra suficiente e que há muitos camponeses sem-terra, por isso dizemos que a ocupação neste caso é legítima".

Benítez é considerado por alguns setores da imprensa como um dos principais promotores de ocupações de terrenos em São Pedro, onde trabalhou em vários projetos sociais junto a Lugo, quando este último desempenhava o cargo de bispo nessa região.

"É impossível que um camponês não tenha terras neste país", disse o dirigente, insistindo em que as "invasões (...) são legais e necessárias".

Benítez argumentou que a ocupação de terrenos é um dos mecanismos com que eles contam para que as autoridades se dêem conta das necessidades do povo.

O cultivador se expressou nesses termos após uma reunião que teve com Lugo, que assumirá a Presidência no dia 15 de agosto, substituindo Nicanor Duarte, do Partido Colorado, que foi derrotado nas eleições gerais, após 61 anos no poder. EFE rg/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG