Beirute, 9 mai (EFE).- O dirigente cristão opositor Michel Aoun, um dos maiores aliados do grupo xiita Hisbolá, disse hoje que acredita que a normalidade voltará a Beirute hoje, depois de as forças da oposição tomarem o controle da capital.

Aoun disse, em declarações à televisão libanesa "LBC", que a volta da normalidade significará a retirada das barricadas em ruas e estradas, que mantêm todo o Líbano paralisado.

"Gostaria de garantir a todo o mundo que, antes do final do dia, espero que tudo tenha voltado ao normal. O cerco sobre o Governo será levantado", disse Aoun, que, assim como o Hisbolá, considera o Executivo do premiê libanês, Fouad Siniora, ilegítimo desde novembro de 2006, após a renúncia de seis ministros xiitas. EFE ks/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.