Diretor-geral da FAO propõe cúpula sobre nova ordem agrícola mundial

Roma, 19 nov (EFE) - O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), Jacques Diouf, propôs hoje realizar uma cúpula mundial em 2009 para começar a elaborar uma nova ordem agrícola e lutar contra a fome.

EFE |

O principal objetivo da reunião é encontrar os US$ 30 bilhões anuais com os quais revolucionar o sistema agrícola mundial para "eliminar a fome da face da terra de uma vez por todas", quando no planeta existem 923 milhões de pessoas famintas.

Em discurso durante uma sessão especial da Conferência da FAO, reunida hoje em Roma, Diouf afirmou que a cúpula mundial é necessária, pois, mais de 60 anos depois da fundação da organização, é "essencial criar um novo sistema de segurança alimentar mundial".

O diretor-geral ressaltou a necessidade de "corrigir o sistema atual, que gera uma insegurança alimentícia mundial".

Essa insegurança se deve "às distorções do comércio no mercado internacional provocadas pelos subsídios à agricultura, os direitos tarifários e os obstáculos técnicos ao comércio, assim como ao desequilíbrio na alocação dos recursos da ajuda oficial ao desenvolvimento e nos orçamentos dos países em desenvolvimento".

A cúpula, proposta para a primeira metade de 2009, "deveria estabelecer as bases de um novo sistema do Governo da segurança alimentar mundial e do comércio agrícola, dando aos agricultores, tanto de países desenvolvidos quanto dos em desenvolvimento, a possibilidade de ganhar dignamente a vida", disse Diouf.

"Devemos ter a inteligência e a imaginação de conceber políticas de desenvolvimento agrícola, assim como regras e mecanismos, que garantam um comércio internacional sem barreiras e justo ao mesmo tempo", acrescentou.

A cúpula deveria, igualmente, facilitar os meios para arrecadar os US$ 30 bilhões anuais com os quais aumentar a produtividade agrícola no mundo em desenvolvimento.

Segundo a FAO, "a proposta de reunir o valor para salvar a humanidade da fome é razoável, se for levado em conta que, em poucas semanas, foi possível reunir 100 vezes mais para fazer frente a uma crise financeira internacional".

O número "também é modesto comparado com os US$ 365 bilhões de ajudas à agricultura que recebem a cada ano os países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE)".

Já em mensagem de felicitação ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, Diouf sugeriu que Washington tome a iniciativa de convocar a cúpula. EFE alg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG