Diretora argentina Julia Solomonoff abre discussão sobre gênero

Paris, 13 abr (EFE).- A diretora argentina Julia Solomonoff abriu uma discussão hoje sobre a construção do gênero, em entrevista à Agência Efe, em Paris, e destacou que é preciso revisar a ideia de normalidade.

EFE |

O fato de ser homem ou mulher "pode não ser algo definitivo", disse a diretora em Paris, onde se encontra por ocasião da projeção de seu filme "El Último Verano de la Boyita".

Seu segundo longa-metragem conta a história de Mario, um adolescente que vive no campo e que passa por dúvidas sobre seu gênero.

Julia disse que o filme é baseado em uma história real, inspirado em um caso clínico que ela tinha escutado de seus pais, ambos médicos, quando era mais nova e que a marcou muito, sobretudo pelo fato de que alguém que pensava ter "nascido homem se revelava mulher", algo que na época não conseguia entender.

"É uma história que levo comigo há muito tempo, (...) mas sempre senti que era um tema difícil de abordar", assegurou a cineasta. EFE mas/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG