Diretor do Mossad adverte que Hezbollah pode atacar Israel

O diretor do Mossad, o serviço de contraespionagem israelense, Amos Yadlin, advertiu para a possibilidade de um ataque do Hezbollah xiita libanês na fronteira Israel-Líbano, informou a rádio militar nesta segunda-feira.

AFP |

De acordo com Yadlin, citado pela emissora, a milícia xiita libanesa poderia utilizar como pretexto a ofensiva militar israelense iniciada em 27 de dezembro contra o Hamas na Faixa de Gaza para abrir "uma segunda frente".

Israel decidiu mobilizar dezenas de milhares de reservistas e os oficiais podem, em parte, ser deslocados para a defesa da fronteira norte do país no caso de ataque do Hezbollah.

Ainda de acordo com a rádio, autoridades militares israelenses descartaram a possibilidade de uma provocação direta do Hezbollah, mas consideram que organizações armadas palestinas presentes no Líbano podem entrar em ação.

ChW/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG