Diretor de jornal filipino é assassinado em emboscada

"Tememos que vá ser outro caso pouco investigado", diz coordenador de programa para proteção de jornalistas na Ásia

EFE |

O diretor do diário "Prime News" foi assassinado na noite desta sexta-feira no norte das Filipinas por dois homens armados que depois fugiram, informou a imprensa local. O filipino Johnson Pascual, de 52 anos, foi morto quando os dois homens, em uma moto, abriram fogo contra o carro do diretor em uma estrada da província de Isabela, ao sul de Manila, segundo a versão policial.

"Os disparos fizeram com que o veículo despencasse de um barranco, onde morreu instantaneamente", indicou o chefe da polícia de Isabela, Rodrigo de Gracia, segundo o diário "Inquirer". O exame legista apontou que Pascual levara um tiro na cabeça e outro no corpo.

"Condenamos o assassinato de Johnson Pascual e tememos que vá ser outro caso pouco investigado, como é habitual nas Filipinas", disse o coordenador do programa para a Ásia do Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), Bob Dietz. Quatro jornalistas filipinos morreram de maneira violenta neste ano, mas só dois casos foram relacionados pela polícia a seu trabalho, segundo dados do CPJ.

    Leia tudo sobre: filipinascrimeimprensaprime news

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG