Diretor de hospital paraguaio foge para o Brasil com pagamento de empregados

Assunção, 8 mai (EFE).- O diretor de um hospital da Polícia paraguaia fugiu para o Brasil com os salários dos funcionários que estavam sob seu controle, que equivalem a cerca de US$ 25 mil, denunciaram hoje fontes da instituição.

EFE |

A contadora do hospital Santa Rosa de Coronel Oviedo, a 120 quilômetros ao leste de Assunção, María Alicia Espinoza, disse que ela e o diretor do hospital, Mariano David Echagüe, viajaram à capital para levar 100,6 milhões de guaranis.

Ambos apresentaram-se, no dia 2 de maio passado, na Direção de Bem-estar Social da Polícia, e o dinheiro ficou em poder de Echague, que se hospedou em um hotel de Assunção até o dia acordado para o retorno a Coronel Oviedo.

Espinoza declarou à Polícia que haviam definido que ele viajaria de novo na segunda-feira (5), mas no hotel lhe informaram que Echague deixou o local no dia anterior, ou seja, no domingo (4), sem paradeiro conhecido.

A Polícia ordenou a captura contra o funcionário policial, que abandonou o país em vôo de linha regular, saindo de Assunção para São Paulo, segundo as investigações feitas pelas autoridades. EFE lb/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG