Diretor da campanha de McCain ligado a empresa que defende partido ucraniano pró-russo

Rick Davis, diretor da campanha do candidato republicano à Casa Branca John McCain, dirige uma empresa que fez lobby em prol de um partido político ucraniano pró-russo, revelou nesta quarta-feira o Wall Street Journal (WSJ).

AFP |

Este caso vem à tona depois da demissão, sábado passado, de dois importantes conselheiros de McCain envolvidos na defesa dos interesses da junta militar birmanesa em Washington.

De acordo com o WSJ, Davis dirige junto com o estrategista republicano Paul Manafort uma empresa de lobby que defende, entre outros, os interesses do Partido das Regiões do ex-primeiro-ministro ucraniano Viktor Yanukovitch, apoiado por Moscou. Oficialmente, McCain apóia o presidente pró-ocidental ucraniano Viktor Yushchenko.

A companhia dirigida por Davis e Manafort teria liberado em meados de 2007 35.000 dólares por mês a uma empresa de relações públicas encarregada de fazer lobby junto à imprensa americana em benefício do Partido das Regiões.

Em janeiro, o Washington Post já havia afirmado que David tinha organizado em 2006 na Suíça um encontro entre McCain e o oligarca russo Oleg Deripaska, próximo do ex-presidente russo Vladimir Putin. Deripaska está impedido de entrar nos Estados Unidos devido a suas supostas ligações com o crime organizado.

Brian Rogers, porta-voz da campanha de McCain, garantiu que Davis não recebeu dinheiro da empresa que dirige. Rogers ainda acrescentou que "não existe em Washington maior inimigo das práticas corruptas dos lobistas que John McCain".

Na semana passada, o candidato republicano à Casa Branca afastou dois de seus conselheiros, Doug Goodyear e Doug Davenport, que tinham se dedicado à prática do lobby em benefício da junta militar de Mianmar.

aje/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG