Diretor da AIEA está satisfeito com a assinatura do tratado Start

Viena, 8 abr (EFE).- O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, disse que está satisfeito com a assinatura do novo Start para a redução de armamento nuclear da Rússia e Estados Unidos.

EFE |

Em comunicado emitido em Viena, Amano afirmou que "reduzir o papel e o número de armas nucleares constitui um passo positivo rumo a um mundo mais seguro e pacífico, livre de armas nucleares, o que poderia ter um impacto positivo sobre os esforços de não-proliferação (atômica)".

Além disso, o responsável da agência nuclear das Nações Unidas se mostrou "encorajado" pelo fato de que o acordo assinado hoje em Praga entre as duas principais potências nucleares reconheça a necessidade de fortalecer as salvaguardas (controles nucleares) da AIEA.

Por outro lado, Amano elogiou o compromisso do Governo dos Estados Unidos de expandir o apoio financeiro para o organismo.

Os presidentes dos EUA, Barack Obama, e da Rússia, Dmitri Medvedev, assinaram hoje o novo tratado Start de desarmamento nuclear, mais um passo contra a proliferação atômica.

O acordo assinado hoje e que substitui o Start de 1991, além de baixar para 1.550 as ogivas nucleares dos dois países, limita a 800 o número de sistemas para seu lançamento.

O número de mísseis balísticos intercontinentais, mísseis balísticos estratégicos em submarinos e aviões bombardeiros estratégicos equipado com armamento nuclear também ficou fixado em 700.

A entrada em vigor do acordo depende agora da ratificação dos legislativos dos EUA e da Rússia, que pode demorar ainda alguns meses. EFE jk/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG