Diocese do Missouri aceita pagar US$ 10 milhões a vítimas padres pedófilos

Washington, 20 ago (EFE).- A diocese católica de Kansas City-St.

EFE |

Joseph (Missouri) chegou a um princípio de acordo que prevê o pagamento de uma indenização de US$ 10 milhões a 47 vítimas de abusos sexuais cometidos por padres desta instituição religiosa.

O acordo provisório ainda precisa ser aprovado definitivamente pelo bispo Robert Finn, em concordância com a Junta de Consultores e o Conselho Financeiro da diocese, informou hoje o jornal "Kansas City Star".

Caso o acordo seja assinado, a diocese e os 12 padres acusados de pedofilia ficarão livres das denúncias apresentadas desde 2002 sobre os supostos incidentes ocorridos entre 1951 e 1992.

As negociações para o alcance de uma saída extrajudicial para os casos de abuso sexual se estenderam durante meses, mas as conversas para um pacto que agrupe todas as vítimas começaram mais recentemente.

Os litigantes já começaram a se reunir com o mediador indicado pela Justiça para distribuir a indenização entre as vítimas.

Jon Haden, advogado da diocese, confirmou ao "Kansas City Star" o princípio de acordo, e se mostrou otimista quanto à sua assinatura.

Em carta publicada na terça-feira, Finn informou os padres sobre o princípio de acordo com as vítimas, considerado uma solução responsável para estes indivíduos e suas famílias.

"Estes incidentes foram dolorosos para as vítimas e suas famílias, para os padres que não estão envolvidos nestes incidentes (...) e para toda a Igreja", afirmou Finn na carta, reproduzida pelo "Kansas City Star". EFE ca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG