Copenhague, 29 jun (EFE).- O Instituto Nacional de Sorologia (SSI, em dinamarquês) da Dinamarca informou hoje que foi detectado nesse país o primeiro caso no mundo de uma pessoa infectada pelo vírus da gripe suína que demonstrou resistência ao tratamento com o antiviral Tamiflu.

O doente já está curado e não foram detectados mais casos de resistência ao Tamiflu, informou o instituto, em comunicado.

A pessoa em questão tinha estado em contato com um indivíduo contagiado com a gripe suína, por isso se encontrava sob tratamento preventivo com Tamiflu.

Apesar do uso deste remédio, ele se contagiou e, no lugar, foi administrado outro tratamento com o antiviral Relenza, que foi bem-sucedido.

O SSI ressaltou, no entanto, que as mutações espontâneas são usuais no vírus da gripe e que, portanto, a resistência ao Tamiflu entrava dentro do possível.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE alc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.