Dieta com peixe reduz risco de eczema em bebês

(embargada até às 20h01 de Brasília de hoje) Londres, 24 set (EFE).- Uma dieta a base de peixe, feita com um bebê antes que ele complete nove meses, reduz o risco de a criança desenvolver eczema, diz estudo publicado hoje pela British Medical Journal (BMJ).

EFE |

Os autores do estudo, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, afirmaram que no mundo desenvolvido aumentou significativamente a presença de eczemas e outras afecções alérgicas, devido, em parte, a fatores ambientais e dietéticos.

Para realizar o trabalho, os pesquisadores perguntaram a milhares de pais de bebês com seis meses de idade nascidos na Suécia em 2003 sobre a dieta de seus filhos e se tinham detectado eczemas, e os entrevistaram de novo quando as crianças tinham completado um ano.

Das oito mil famílias contatadas, cinco mil responderam os dois questionários completos.

Aos seis meses, 13% das famílias informaram que seu bebê tinha desenvolvido um eczema. No ano, um em cada cinco crianças recém-nascidas também sofira do mesmo problema.

Os primeiros sintomas costumavam aparecer aos quatro meses em média.

Os especialistas comprovaram que a genética era um fator importante na aparição da afecção, já que os bebês com um irmão ou uma mãe afetados tinham o dobro de chances de desenvolvê-lo antes do primeiro ano.

No entanto, também foi constatado que a introdução de peixe na dieta do bebê antes dos nove meses reduzia o risco de eczema em 25%.

Curiosamente, ter um pássaro como animal de estimação também reduzia esse risco, enquanto amamentar o bebê e a posse de animais de estimação peludos não afetava as crianças. EFE jm/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG