Dezoito mortos em desabamento de internato na Turquia, três pessoas detidas

A polícia prendeu três pessoas neste sábado, um dia depois do desabamento de um internato no centro da Turquia, cujo balanço foi elevado para 18 mortos, anunciou a agência Anatolia.

AFP |

O edifício desabou na manhã de sexta-feira perto da cidade de Taskent, 350 km ao sul de Ancara, devido a um vazamento de gás na cozinha que provocou uma forte explosão.

O corpo de uma menina de 13 anos foi encontrado na madrugada deste sábado, levando o total de vítimas da tragédia a 18.

Três homens - o diretor da escola, seu adjunto e o presidente da fundação religiosa que administrava o estabelecimento - foram detidas para serem interrogados, informou a Anatolia.

Um professor e 17 meninas de 8 a 16 anos morreram no desabamento do internato.

De acordo com uma associação local de engenheiros, o primeiro exame dos escombros indicou que a construção era de péssima qualidade.

Aparentemente, o internato não foi inspecionado como manda a legislação.

Segundo o jornal liberal Radikal, Mehmet Ak, a mais alta autoridade religiosa em Taskent, disse que relutava em inspecionar a escola porque ela pertencia a uma influente comunidade islâmica, a Suleymancilar.

O Radikal também denunciou o Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), no poder, que insistiu em 2005 para promulgar uma lei substituindo por simples multas as penas de prisão para os responsáveis por instituições educativas não autorizadas.

"Minha neta me disse que a explosão aconteceu quando alguém acendeu a luz", declarou à Anatolia Dudu Gunes, cuja neta sofreu graves queimaduras.

"Acordamos de manhã cedo para rezar. Desci para fazer minhas abluções. Escutei um barulho estranho. Entrei na cozinha com dois professores, e um deles disse que uma canalização de gás estava fora do lugar", contou Merve Avci, 13 anos, à Anatolia.

"Subi novamente e cinco minutos depois, um forte cheiro de gás chegou aos dormitórios, imediatamente seguido por uma forte explosão", prosseguiu a adolescente, que sofreu ferimentos leves.

Leia mais sobre: desabamento

    Leia tudo sobre: desabamentomorteturquia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG