Dezenas de palestinos armados são mortos na ofensiva, diz militar israelense

Dezenas de palestinos armados morreram nas horas que se seguiram à ofensiva terrestre de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza neste sábado, informou à AFP um dirigente militar israelense.

AFP |

"Dezenas de terroristas morreram e outras dezenas estão feridos. Não há baixas do lado israelense", disse, pedindo para não ser identificado.

Segundo a fonte, as baixas palestinas foram causadas tanto nos combates corpo a corpo como pelos disparos da artilharia israelense em Gaza.

Dirigentes dos serviços de emergência de Gaza não estavam em condições de confirmar estas informações por ser impossível, segundo eles, aproximar-se das zonas de combate.

A televisão do Hamas, Al Aqsa TV, informou sobre a morte de vários soldados israelenses ao norte de Gaza, embora a informação não tenha sido confirmada pelo lado hebreu.

As tropas israelenses entraram neste sábado na Faixa de Gaza e enfrentam os militantes do Hamas pela primeira vez desde o início da ofensiva israelense, sábado passado, que custou a vida a pelo menos 463 palestinos, entre eles mulheres e crianças.

O movimento islamita Hamas, que controla Gaza, ameaçou converter o território palestino em "cemitério" para o exército israelense, enquanto o presidente palestino Mahmud Abbas condenou a operação terrestre e exigiu uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU para pôr fim ao ataque.

O exército israelense anunciou que a ofensiva terrestre, a primeira desta envergadura desde a evacuação de Gaza em 2005, durará "numerosos dias" e tem como objetivo "o controle" dos setores de Gaza a partir de onde são lançados foguetes contra Israel.

Desde o início da ofensiva, no dia 27 de dezembro, 500 foguetes palestinos foram disparados desde Gaza, provocando a morte de quatro pessoas em Israel, uma delas um soldado, e 15 feridos, segundo as autoridades israelenses.

    Leia tudo sobre: gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG