Dezenas de opositores são detidos em manifestações contra Putin em Moscou

Dezenas de opositores, entre eles o líder do partido nacional bolchevique Eduard Limonov, foram detidos neste sábado em Moscou quando tentavam organizar manifestações não autorizadas para pedir a renúncia do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, constataram jornalistas da AFP.

AFP |

Limonov mal teve tempo de pronunciar algumas palavras na praça Triunfalnaya, no centro da cidade, antes de ser jogado ao chão e levado brutalmente pela polícia, na maior confusão, segundo um correspondente da AFP.

"Além dele, outras 10 a 15 pessoas foram detidas" no mesmo lugar, declarou à AFP o porta-voz de Limonov, Alexander Averin.

Uma dezena de opositores próximos ao ex-campeão mundial de xadrez Garry Kasparov foram detidos em outro bairro de Moscou, perto da estação de metrô Polianska, constatou outro jornalista da AFP.

bds/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG