Dezenas de mortos e feridos em enfrentamentos no sul do Sudão

Cartum, 14 jun (EFE).- O Governo da região autônoma do sul do Sudão informou hoje que dezenas de pessoas morreram ou ficaram feridas nos confrontos de sexta-feira entre as forças de segurança regionais e uma milícia tribal.

EFE |

O diretor do escritório do Governo da província do Alto Nilo, Rik Riko, disse à imprensa que milícias do Exército Branco, pertencentes à tribo Al Nuer, a segunda maior da região, atacaram uma caravana de ajuda humanitária da ONU protegida pelas forças regionais do Exército Popular para a Libertação do Sudão (EPLS).

Segundo Riko, o comboio tinha saído da cidade de Malkal, capital da província, e foi atacado na região de Al Nasser.

A ajuda humanitária transportada nos caminhões era dirigida à população civil, que em abril sofreu as consequências dos combates entre as tribos Al Nuer e Al Morli, desencadeados pelo controle das fontes locais de irrigação e das pastagens para o gado.

Riko disse que o ataque aconteceu depois que membros da tribo Al Nuer espalharam o rumor de que na caravana da ONU havia armas e munições.

Após o ataque ao comboio, o EPLS interveio, gerando os atritos que mataram ou deixaram feridas dezenas de pessoas. EFE az/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG