Dezenas de chefes de Estado e de governo assistem ao desfile de 14 de julho

Em um fato sem precedentes, o tradicional desfile da Queda da Bastilha em Paris contou nesta segunda-feira com a presença de dezenas de chefes de Estado e de governo e do secretário-geral das Nações Unidas, convidado de honra.

AFP |

Cerca de 40 dirigentes que participaram domingo na capital francesa da reunião de cúpula de inauguração da União pelo Mediterrâneo foram convidados para a parada militar, entre os quais estava o polêmico presidente sírio Bachar al-Assad.

Outro fato sem precedentes foi o desfile de dois contingentes de capacetes azuis e a presença do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Os soldados das forças de paz iniciaram o desfile depois da passagem pelo céu parisiense da esquadrilha acrobática da Força Aérea da França.

O desfile teve a participação de sete pára-quedistas militares que encerraram o desfile com um salto sobre a praça da Concórdia, onde estava instalada a tribuna oficial na parte baixa da Champs-Élysées.

Outra novidade foi também a presença de dois aviões MIG, um romeno e outro esloveno, que participaram da parada aérea.

Este segundo desfile militar da festa nacional francesa, a Queda da Bastilha, do mandato de Nicolas Sarkozy, duas semanas depois do início da Presidência francesa da União Européia, da qual participaram 4.000 soldados, 65 aviões, e cerca de 30 helicópteros, foi realizado em um ambiente de mal-estar nas Forças Armadas.

Estas esperam com preocupação a supressão de 54.000 cargos estabelecida pelo Livro Branco da Defesa, cuja aplicação deve ser apresentada antes do final de julho.

ha-cgd/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG