MIAMI - Equipes da Guarda Costeira dos EUA resgataram 17 pessoas e 10 corpos do oceano Atlântico na quarta-feira, depois de um barco que carregava supostos imigrantes ilegais haitianos ter afundado na costa da Flórida.

Reuters
Integrantes da Guarda Costeira resgatam corpo

Integrantes da Guarda Costeira resgatam corpo

O capitão da Guarda Costeira, James Fitton, disse que as vítimas estavam flutuando no mar há cerca de dez horas antes de terem sido vistas por um barco.

"Um dos sobreviventes nos disse que eles deixaram Bimini em algum momento na noite passada rumo ao sul da Flórida. Por volta das 2h (horário local), seu barco ou atingiu alguma coisa ou virou", disse Fitton. "Os indícios são de que foi um evento de tráfico (de imigrantes ilegais)."

O resgate das vítimas pela Guarda Costeira se concentrou no mar a cerca de 24 quilômetros de Boynton Beach, uma cidade a aproximadamente 50 quilômetros ao norte de Fort Lauderdale, disse a Guarda Costeira.

Dezessete pessoas, incluindo cinco que foram levadas a hospitais, foram retiradas vivas da água, enquanto outras dez morreram, segundo a Guarda Costeira.

Imigrantes caribenhos, a maior parte do Haiti e de Cuba, frequentemente tentam fazer a travessia de seus países até a Flórida, na busca por melhores condições de vida.

A Guarda Costeira dos EUA interceptou mais de 2.600 imigrantes nos últimos sete meses, incluindo 1.400 haitianos, 600 dominicanos e 500 cubanos. No ano passado, o número total de imigrantes interceptados foi de 4.800.

Leia mais sobre imigração

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.