Dez pessoas foram mortas e 400 foram detidas depois das eleições gerais de 29 de março no Zimbábue, onde a situação é desesperadora, afirmou neste domingo o secretário-geral do partido de oposição Movimento para a Mudança Democrática (MDC), Tendai Biti.

"Dez pessoas foram mortas no Zimbábue desde 29 de março. A situação é desesperadora", declarou Biti em uma entrevista coletiva à imprensa.

"Três mil famílias deixaram suas casas. Cerca de 400 militantes da oposição foram detidos. Pelo menos 500 pessoas hospitalizadas", acrescentou.

De acordo com Biti, várias casas foram incendiadas e muitos moradores fugiram.

Leia mais sobre: Zimbábue

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.