Dez mortos em explosão de uma bomba no Paquistão

Dez pessoas morreram nesta quinta-feira na explosão de uma bomba colocada junto a uma estrada no noroeste do Paquistão, na passagem de um caminhão da penintenciária e um ônibus escolar, enquanto um atentado com carro-bomba atingiu um complexo policial de Islamad, deixando apenas sete feridos.

AFP |

Ninguém morreu no atentado contra as dependências de um distrito policial na capital porque, segundo a polícia, quase todo o pessoal estava mobilizado para a proteção de uma sessão no parlamento.

O alvo do ataque foi o principal complexo policial da capital, situado na periferia oeste de Islamabad, que inclui um centro de treinamento e moradias para as famílias dos oficiais.

Por outro lado, três estudantes, quatro policiais e três outras pessoas morreram na explosão do artefato no distrito de Alto Dir, perto do Vale de Swat, onde o exército combate os milicianos islamita.

Segundo a polícia, a bomba foi acionada por controle remoto.

Na aldeia de Piochar, também no vale de Swat, ataques aéreos do exército paquistanês destruiram instalações dos rebeldes talibãs matando 20 rebeldes.

O Paquistão é vítima de uma onda sem precedentes de atentados cometidos pelos islamita ligados à Al-Qaeda, que, em pouco mais de um ano, deixaram mais de 1.300 mortos em todo o país.

Por sua parte, o exército paquistanês realiza há dois meses uma vasta ofensiva nas zonas tribais do noroeste, fronteiras com o Afeganistão, onde a Al-Qaeda e os talibãs afegãs reconstituíram suas forças.

str-mmg/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG