ISTAMBUL (Reuters) - Dez alpinistas morreram depois de terem sido surpreendidos por uma avalanche no nordeste da Turquia, disse o governo local, mas sete sobreviveram. As equipes de resgate trabalharam ao longo da tarde para retirar sobreviventes e corpos do meio da neve. O grupo de dezessete pessoas escalava uma montanha após saírem da vila de Zigana, na província de Gumushane, perto da costa do Mar Negro.

"Infelizmente, perdemos dez amigos. Dois de nossos amigos estão no hospital e cinco escaparam sem serem pegos pela avalanche", disse o ministro, Faruk Nafiz Ozak, depois de chegar ao local.

"Essa é uma grande perda, um incidente enorme. Meus pêsames à nossa nação", disse o ministro em comentários transmitidos pela TV turca.

Um dos sobreviventes, Rahmi Keles, 60, disse ter visto a avalanche se aproximando mas, sem possibilidade de escapar, acabou sendo soterrado por ela. Ele conseguiu retirar a neve de cima de sua cabeça e gritou, pedindo ajuda a uma companheira.

"Não conseguiria sair dali sozinho. Ela retirou a neve e tirou primeiro a minha perna esquerda, depois a direita. Sem Yonca, eu não teria sobrevivido. Graças a Deus ela apareceu, como um anjo", disse ele na cama do hospital.

Especula-se sobre qual tenha sido a causa da avalanche. Testemunhas disseram à TV turca que ouviram tiros antes do incidente. No entanto, um governador local afirmou que elas podem ter confundido o som do começo da avalanche com tiros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.