Deutsche Bank poderá ser investigado por espionagem

O banco Deutsche Bank confirmou nesta terça-feira que poderá enfrentar uma investigação criminal devido a acusações de espionagem. O maior banco da Alemanha foi acusado de espionar dois integrantes da diretoria que eram suspeitos de vazar informações importantes, além de um importante acionista.

BBC Brasil |

Promotores agora tentam decidir se vão lançar uma investigação criminal formal. O banco se recusou a comentar as informações de que teria demitido dois de seus funcionários que estariam envolvidos no caso.

Em maio o banco já tinha iniciado seu próprio inquérito interno a respeito das acusações.

A investigação independente já foi instaurada e um porta-voz do banco afirmou que não vai comentar as acusações de espionagem até que esta investigação seja encerrada.

Crise

Os promotores alemães estão examinando provas que foram entregues pelo Escritório de Proteção à Informação da Alemanha e provavelmente precisarão de duas ou três semanas para decidir pelo início da investigação criminal formal.

De acordo com a correspondente da BBC em Berlim Tristana Moore, as alegações de espionagem datam do ano de 2001 em diante.

O Deutsche Bank enfrentou problemas devido à crise financeira mundial e teve prejuízo líquido de 3,9 bilhões de euros (cerca de US$ 5 bilhões, ou R$ 11,5 bilhões) em 2008.

Esse foi o primeiro prejuízo anual registrado pelo banco alemão desde a Segunda Guerra Mundial.

Mas a instituição conseguiu reverter a situação nos três primeiros meses de 2009 graças ao recorde de vendas de ações corporativas.

Este não é o primeiro caso de espionagem corporativa na Alemanha.

Nos últimos anos, houve incidentes no grupo de telecomunicações Deutsche Telekom, na empresa ferroviária Deutsche Bahn e a rede varejista Lidl.

Leia mais sobre bancos

    Leia tudo sobre: alemanhabancos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG