Detidos três dominicanos e um francês suspeitos de tramar complô contra Chávez

Três dominicanos e um francês foram detidos em Caracas sob a suspeita de tramar um complô contra o presidente Hugo Chávez, declarou neste sábado o ministro venezuelano do Interior, Tarek el-Aissami.

AFP |

As autoridades venezuelanas prenderam sexta-feira os dominicanos Edgar Floiran, Omar Campusano e sua irmã, Diomedis Campusano, assim como o francês Laurent Frédéric Bocquet, em cuja casa a polícia afirmou ter encontrado um verdadeiro arsenal.

Segundo as autoridades, 13 fuzis de assalto, coletes a prova de balas, munições, granadas, uniformes e explosivos foram apreendidos na casa do francês.

"Ainda existem neste país pessoas irracionais da oposição que mantêm a esperança de destruir o processo revolucionário, e que definiram como principal objetivo a saída do comandante-presidente Hugo Chávez", afirmou o ministro em entrevista coletiva.

Bocquet foi detido no aeroporto da ilha de Margarita (nordeste), de onde pretendia sair do país. Segundo as autoridades, ele é o líder de um grupo chamado "Os Internacionais", que também incluiria os dominicanos.

rsr/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG