Detidos em protesto na convenção republicana são acusados formalmente

St.Paul (EUA), 2 set (EFE).

EFE |

- As autoridades de St. Paul, nos Estados Unidos, apresentaram hoje acusações contra 284 detidos em uma grande manifestação contra o conflito no Iraque, que aconteceu em paralelo à convenção republicana, informou a Polícia.

Os detidos serão processados formalmente perante a Corte de Distrito do Condado de Ramsey, em Minnesota.

A manifestação, convocada por organizações pacifistas e grupos favoráveis aos imigrantes, foi marcada por enfrentamentos esporádicos entre a Polícia e um pequeno grupo de radicais.

O protesto reuniu aproximadamente dez mil pessoas que se manifestavam no centro de St. Paul, em sua maioria de forma pacífica.

Mas grupos mais radicais quebraram vitrines e enfrentaram agentes com bexigas com tintas no final do protesto que terminou às portas do Xcel Energy Center, onde ocorria a convenção republicana.

Outro grupo tentou bloquear a entrada de delegados, o que provocou a reação da Polícia, que utilizou gás lacrimogêneo e bolas de borracha para dispersar os manifestantes.

As forças de segurança detiveram 284 pessoas, sendo que 130 serão acusadas por crimes graves. O restante será processado por delitos menores.

A Polícia deteve entre 20 e 30 pessoas com algemas de plástico a poucos quarteirões do Xcel Energy Center.

Alguns dos detidos são acusados de destruição de propriedade e de conspirar para ocasionar distúrbios. EFE cai/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG