Detidos 17 suspeitos por envolvimento em atentados em Cabul

Cabul, 3 fev (EFE).- As autoridades afegãs informaram hoje sobre a detenção de 17 supostos fundamentalistas que teriam organizado seis atentados suicidas em Cabul desde março de 2007, entre eles o registrado em frente à embaixada alemã, em 17 de janeiro.

EFE |

Em entrevista coletiva, o porta-voz dos serviços secretos afegãos (NDS, sigla em inglês), Sayed Ansari, disse que entre os detidos está um paquistanês, identificado como Yasser e especialista em preparar veículos com explosivos para cometer ataques suicidas.

Os detidos pertenceriam à rede fundamentalista Haqqani, ligada aos talibãs e com base no Paquistão.

Segundo o porta-voz do NDS, os fundamentalistas confessaram que estão por trás de seis ataques suicidas cometidos na capital afegã desde março de 2007, nos quais cerca de 20 pessoas morreram e 210 ficaram feridas.

No último deles, registrado em 17 de janeiro, quatro afegãos e um soldado americano morreram quando um suicida detonou a carga explosiva que transportava em seu veículo em frente à embaixada alemã e uma base militar dos EUA.

As forças de segurança detiveram os 17 islamitas no final do mês passado em vários pontos da capital afegã.

A rede Haqqani tem uma forte presença no leste afegão, especialmente na província de Khost - limite com o Paquistão -, onde a coalizão liderada pelos EUA lança frequentes operações para desmantelar sua infraestrutura e combater seus líderes. EFE lo-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG