Detido rebelde das Farc envolvido em seqüestro de deputados

Bogotá, 8 mai (EFE) - A Polícia colombiana deteve o suposto guerrilheiro Gustavo Álvarez Cardona, considerado chefe de milícias da frente Manuel Cepeda das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), no porto de Buenaventura (sudoeste), informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Ele teria envolvimento no seqüestro de doze deputados regionais.

O detido, conhecido como "Santiago", tem seis ordens de captura pelos crimes de rebelião, seqüestro e terrorismo.

Álvarez Cardona tinha substituído na chefia dessa facção da Farc Milton Sierra Gómez, conhecido como "J", morto em combates em junho do ano passado.

"Santiago" foi detido em um local conhecido como La Bocana e em seu poder as autoridades encontraram 150 milhões de pesos (US$ 72 mil) e algumas armas.

Com o chefe das milícias do principal porto colombiano sobre o Oceano Pacífico foram detidas outras seis pessoas, entre elas três mulheres.

As Farc seqüestraram 12 deputados da Assembléia do departamento de Valle (Legislativo regional) em Cali, capital desse território, em abril de 2002.

Os guerrilheiros, disfarçados de militares, chegaram à sede legislativa para simular a evacuação do edifício por uma ameaça de bomba e, com esse pretexto, seqüestraram os parlamentares.

Dos 12 deputados, 11 morreram em cativeiro em junho de 2007, segundo a guerrilha em meio a combates com um "grupo militar não identificado" que chegou ao acampamento. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG