Zagreb, 27 mar (EFE).- O homem detido na quinta-feira à noite na cidade queniana de Mombaça é um cidadão croata chamado Igor Mejaski, que não tem nada a ver com o conflito bélico nos Bálcãs e que foi detido por ser fisicamente parecido com o foragido por crimes de guerra Ratko Mladic, informou hoje a imprensa croata.

O suposto detido "não participou da guerra e não tem relação nenhuma com os crimes de guerra", disse ao site "Index" a mãe de Igor, Katica Mejaski.

Igor Mejaski vive e trabalha há 25 anos no Quênia e há 20 anos dirige um clube de esportes aquáticos junto a um hotel de Mombaça desde antes da guerra na antiga Iugoslávia, disse.

A imprensa croata informa que o detido, de 65 anos, se parece um pouco com o antigo general servo-bósnio Ratko Mladic, acusado de crimes de guerra pelo Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII).

Mladic, de 67 anos, é acusado de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade por supostamente ter planejado o massacre de Srebrenica, em 1995, onde até 8 mil pessoas foram assassinadas pelas forças sérvias. EFE vb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.