Moscou, 25 ago (EFE).- A Polícia russa anunciou hoje a detenção de um militante neonazista, menor de idade, que preparava vários atentados com bombas caseiras de grande potência em um parque de Moscou.

"Foi detido um habitante de Moscou, menor de idade e participante ativo de um grupo neonazista, que planejava realizar uma série de explosões em território da capital", informou o departamento de luta contra o extremismo do Ministério do Interior da Rússia.

Os agentes capturaram o extremista quando ele já se dirigia ao movimentado parque no sul de Moscou, para instalar vários "artefatos explosivos de fabricação caseira de grande potência", disse um porta-voz do departamento à agência "Interfax".

A Polícia apreendeu cerca de dois quilos de explosivos e vários detonadores.

Fora da casa do detido, foram encontrados materiais com informação sobre outros crimes cometidos, como o incêndio premeditado de uma igreja em um museu de Moscou, assim como "literatura e panfletos de conteúdo extremista".

Além disso, a Polícia já obteve provas do envolvimento do jovem neonazista em outros vários atentados cometidos em shoppings de Moscou com bombas caseiras, de uma potência equivalente a meio quilo de TNT cada.

Segundo a fonte, "o detido confessou que buscava espalhar o pânico entre os habitantes e desestabilizar a situação na cidade" com estes atentados, nos quais várias pessoas ficaram feridas. EFE si/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.