AMSTERDÃ (Reuters) - Um piloto sueco com uma licença comercial falsa foi detido na cabine de seu avião no aeroporto Schiphol, em Amsterdã, quando se preparava para levar 101 passageiros em um avião Boeing 737 à Turquia, informou nesta quarta-feira a polícia da Holanda. O sueco, de 41 anos, que estava no comando de um jato com destino a Ancara, voou durante 13 anos e tinha mais de 10 mil horas de voo utilizando documentos falsificados em companhias aéreas da Bélgica, Grã-Bretanha e Itália, disseram autoridades.

O piloto, cujo nome não foi revelado, teria expressado alívio quando foi desmascarado e suas credenciais, apreendidas.

(Reportagem de Reed Stevenson)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.