Detido jornalista iraniano vinculado à oposição

Teerã, 11 jan (EFE).- O jornalista iraniano Morteza Dehghan, que colaborava com diversos veículos de comunicação locais de caráter reformista, foi detido no início deste mês pelas forças de segurança, informou hoje o site opositor Jaras.

EFE |

Segundo o referido site vinculado ao movimento verde de oposição reformista, o jornalista permanece desde o dia 1º no módulo 209 da prisão "Evin", em Teerã.

O Irã está imerso em uma profunda crise política e social desde que em junho do ano passado centenas de milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a reeleição do presidente, Mahmoud Ahmadinejad, qualificada de "fraudulenta" pela oposição.

Desde então, as mobilizações se repetiram no país, apesar da ação repressiva da Polícia e da prisão de milhares de pessoas, muitas delas membros da oposição.

A crise se agravou em 27 de dezembro, dia sagrado da Ashura, quando os protestos voltaram a derramar sangue com a morte de pelo menos oito pessoas, segundo números oficiais.

Além disso, nos dias seguintes foram detidos mais de uma centena de ativistas da oposição, jornalistas e estudantes universitários.

O regime iraniano acusou países como os Estados Unidos e o Reino Unido de incitar os distúrbios e assegurou que entre os detidos há "vários estrangeiros".

Nesta semana, a Procuradoria iraniana confirmou a libertação de um cidadão alemão, um jornalista sírio e um diplomata sueco, ministro Conselheiro da embaixada em Teerã, todos eles detidos durante os violentos protestos da Ashura. EFE jm/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG