Detido guerrilheiro das Farc responsável por massacre de 119 pessoas

Bogotá, 10 jun (EFE).- Dez guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) foram detidos hoje, entre eles o autor do massacre de Bojayá, aldeia do noroeste colombiano, no qual morreram 119 pessoas em 2002, informou o diretor da Polícia colombiana, general Óscar Naranjo.

EFE |

Em declarações a jornalistas, Naranjo explicou que "uma operação de inteligência deteve 'Rigo' (Rigoberto García Restrepo), que pertencia às Farc há 12 anos e que foi responsável pelos ataques a Bojayá".

O massacre ocorreu no dia 2 de maio de 2002. Além de deixar 119 mortos, feriu 114, entre elas mais de 40 crianças, em meio a combates entre paramilitares e rebeldes das Farc.

Os guerrilheiros perseguiam os paramilitares da extrema-direita armada das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC) nos arredores dessa aldeia, em uma região das selvas do departamento (estado) colombiano de Chocó.

Com medo do fogo cruzado, os aldeões se refugiaram em uma pequena igreja do povoado quando um cilindro-bomba caiu no teto, explodiu e produziu o massacre.

"Rigo" também é considerado responsável por um ataque a uma base da Polícia em Vigía del Fuerte, também no departamento de Chocó, em 25 de maio de 2002, no qual 21 agentes foram assassinados e sete foram feitos reféns. EFE rrm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG