Detidas no Líbano duas pessoas acusadas de espionagem para Israel

Duas pessoas de um partido político suspeitas de espionagem em favor de Israel foram detidas nesta sexta-feira no Líbano, anunciou neste sábado o exército libanês em um comunicado.

AFP |

"Os serviços de inteligência militar detiveram sexta-feira dois suspeitos após uma série de investigações na região de Bekaa (centro do Líbano), por suposta ligação com uma rede de espionagem e de terrorismo vinculada a Israel", diz o comunicado.

"Os detidos reconheceram ter recolhido informações sobre os escritórios de um partido político e ter vigiado os movimentos de membros do partido em proveito do inimigo", acrescenta o texto.

Eles estavam em posse de meios de comunicação e máquinas fotográficas ultramodernas, disse o exército libanês.

Ao ser questionado pela AFP sobre o nome do partido em questão, disse que não tinha nada a acrescentar. Mas a Bekaa é considerada um reduto do movimento xiita Hezbollah, aliado de Irã e Síria.

Não é a primeira fez que fazem acusações de espionagem para Israel no Líbano.

Em junho de 2006, o exército libanês afirmou ter descoberto uma rede ligada a Israel suspeita de estar por trás do assassinato, mês passado, de um dirigente da Jihad Islâmica no Líbano, Mahmud Majzub, e de seu irmão Nidal em um atentado com carro-bomba em Saida (sul).

ra/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG