Um detetive particular de Nova York entrou com uma ação na justiça com o pedido de indenização de 100.000 dólares sob a alegação de que se engasgou e quase sufocou com uma espinha na garganta quando comia um sanduíche de atum.

O detetive e ex-policial Robert McKenna, de 57 anos, afirma ter passado pelo menos um minuto com a espinha atravessada na garganta, vítima de um "sofrimento violento" e acreditando que a morte era "iminente", destaca o jornal Daily News.

Mckenna afirma que nunca mais foi o mesmo. "Além disso, agora não posso nem ver atum", lamenta, segundo o jornal.

sms-mes/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.