Detector de mentiras testará honestidade de guardas de trânsito na Rússia

Moscou, 17 jul (EFE).- As autoridades da República Autônoma da Tartária, na Rússia, anunciaram hoje que utilizarão o polígrafo (detector de mentiras) para combater os altos níveis de corrupção entre os guardas de trânsito, um problema que afeta todo o país.

EFE |

"Nas próximas semanas, todos os membros da Polícia de tráfego de Kazan serão submetidos ao detector de mentiras", assinalou Asgat Safárov, ministro do Interior da Tartária, citado pela agência "Interfax".

O funcionário ressaltou que não vê outra saída para a corrupção dos guardas de trânsito, que para os russos é o setor mais corrupto das forças de segurança.

A imprensa russa informa diariamente de casos em que a Polícia de tráfego faz vista grossa quando um motorista comete uma infração, em troca de entre US$ 50 e US$ 100 de suborno. EFE io/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG