Despesas de Elizabeth II aumentaram devido à alta dos preços

Londres, 27 jun (EFE).- A forte inflação no Reino Unido, que já chega a 3,3%, atingiu também as finanças da rainha Elizabeth II da Inglaterra, que viu aumentar suas despesas assim como, nas devidas proporções, seus 60 milhões de súditos.

EFE |

O chefe de finanças da rainha, sir Alan Reid, afirma que a Casa Real precisa urgentemente de 32 milhões de libras (mais de 40 milhões de euros) para a manutenção do Palácio de Buckingham, em Londres, o castelo de Windsor e outras residências reais, informa o "Evening Standard".

Os responsáveis das finanças de Elizabeth II solicitaram 1 milhão de libras (1,26 milhões de euros) a mais ao ano, o que o Governo negou.

O orçamento destinado à manutenção continua bloqueado em 15 milhões de libras (quase 19 milhões de euros) desde 1991, o que, em termos reais, representa uma perda de valor de quase 70%.

A monarquia custa atualmente a cada cidadão residente neste país o equivalente a 66 pence ao ano (0,83 euro), 4 pence a mais que o ano passado. EFE jr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG