Desmond Tutu diz que palestinos pagam pelo Holocausto

Jerusalém, 28 ago (EFE).- O arcebispo sul-africano Desmond Tutu, símbolo da luta em seu país contra o apartheid, considera que os palestinos estão pagando pelo Holocausto nazista contra os judeus na Segunda Guerra Mundial.

EFE |

"O Ocidente se envergonha do Holocausto, como deve ser, mas quem paga por isso? Os palestinos estão pagando", afirma o arcebispo sul-africano em entrevista publicada hoje pelo diário "Ha'aretz".

"Um diplomata alemão me disse uma vez que a Alemanha é culpada de dois erros: o que cometeu com os judeus e o sofrimento dos palestinos", diz Tutu, que visita Israel e os territórios palestinos com uma delegação da organização Elders.

Na delegação da Elders que visita a região estão dois ex-presidentes, o americano Jimmy Carter e o brasileiro Fernando Henrique Cardoso, e a antiga alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, a irlandesa Mary Robinson.

Em alusão à declaração feita na Alemanha pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de que a lição que Israel deve aprender do Holocausto é que tem que se defender sozinho, Tutu disse: "a lição que Israel deve aprender do Holocausto é que a segurança nunca se garante com muros e armas".

Tutu se mostrou partidário de sanções seletivas a Israel por sua ocupação dos territórios palestinos, e explicou que "na África do Sul foram importantes" para que se alcançasse a igualdade de direitos entre a comunidade branca e negra.

O arcebispo sul-africano também criticou as organizações judaicas americanas que acusam sistematicamente de antissemita os que censuram a ocupação israelense dos territórios palestinos.

"Trata-se de algo infeliz", disse Tutu, ganhador do Prêmio Nobel da Paz por sua luta contra o apartheid. EFE amg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG