Deslizamentos de terra matam pelo menos 54 pessoas em Uganda

Campala, 2 mar (EFE).- Pelo menos 54 pessoas morreram e entre 100 e 300 foram dadas como desaparecidas em virtude dos deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas que caem desde segunda-feira no distrito de Bududa, no leste de Uganda, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Duas aldeias da região do Monte Elgon, a segunda montanha em altitude do país, ficaram totalmente cobertas de lama e barro, segundo o parlamentar Oliver Wonekha.

Os habitantes locais, junto com algumas das poucas equipes de resgate que conseguiram chegar à região, resgataram pelo menos 54 corpos fazendo uso de pequenas ferramentas, acrescentou o legislador de Bududa.

Algumas das vítimas estavam em uma igreja quando aconteceu o deslizamento. A terra também cobriu um centro de saúde local, matando médicos e pacientes.

O ministro para a Reconstrução do Norte de Uganda e também parlamentar da região, David Wakikona, disse que, com ferramentas de mão, as equipes locais cavaram mais de três metros de profundidade em busca de sobreviventes.

Segundo Wakikona, calcula-se que haja entre 100 e 300 pessoas soterradas. As buscas estão sendo prejudicadas por causa da falta de recursos. Novos deslizamentos podem atingir a região, disseram especialistas. EFE chm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG