Deslizamentos de terra em Uganda causam ao menos 80 mortes

Pelo menos 80 pessoas morreram e mais de 400 são consideradas desaparecidas após os deslizamentos de terra que afetaram na noite de segunda-feira a região montanhosa do leste de Uganda, segundo um novo balanço anunciado pela Cruz Vermelha.

iG São Paulo |

"Oitenta corpos foram encontrados", declarou a portavoz da Cruz Vermelha no país, Catherine Ntabadde.

"O número de desaparecidos é calculado agora em mais 400. Cem pessoas que haviam se refugiado em um pequeno centro comercial também foram soterradas", completou a porta-voz. O balanço anterior era de 55 mortos e mais de 300 desaparecidos.


Militares e camponeses observam região dos deslizamentos / AFP

As chuvas torrenciais na região próxima ao Monte Elgon (4.321 metros de altura), perto da fronteira com o Quênia, provocaram deslizamentos de terra que soterraram três localidades no pé da montanha, na região de Bududa, a 40 km da cidade de Mbale.

Algumas das vítimas estavam em uma igreja quando aconteceu o deslizamento. A terra também cobriu um centro de saúde local, matando médicos e pacientes.

As buscas estão sendo prejudicadas por causa da falta de recursos e novos deslizamentos podem atingir a região, disseram especialistas.

* Com AFP e EFE

Leia mais sobre Uganda

    Leia tudo sobre: uganda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG