Deslizamento deixa pelo menos 34 pessoas presas em parque no Peru

Lima, 8 mar (EFE).- Pelo menos 34 pessoas, entre elas 21 turistas estrangeiros, estão presas no Parque Nacional do Manu, na região peruana de Cuzco, onde chuvas causaram deslizamentos de barrancos que bloquearam uma via de acesso ao lugar, informaram hoje autoridades regionais e a Polícia.

EFE |

Os turistas ficaram presos na localidade de Pilcopata, e têm alimentos, segundo o gerente regional de Cuzco, Jean-Paul Benavente.

O Governo regional pediu à Polícia peruana para enviar um helicóptero ao local para retirar os visitantes do parque, que fica em uma área de floresta.

O chefe da Região Policial de Cuzco, Jorge Tejada, declarou à agência estatal "Andina" que amanhã será estabelecida uma ponte aérea para a evacuação dos turistas e habitantes em dois voos de helicóptero.

No domingo passado, uma nave da Polícia transferiu mantimentos do aeroporto "Alejandro Velasco Astete" da cidade de Cuzco a cidade de Machu Picchu, afetada pelos deslizamentos de janeiro, e retornou com 10 habitantes afetados pelo fechamento temporário da ferrovia.

Cerca de 4.000 turistas, a maioria deles estrangeiros, foram evacuados no final de janeiro em helicópteros, pois a ferrovia, o único acesso ao parque arqueológico de Macchu Picchu, foi danificada por intensas chuvas e inundações.

Os deslizamentos de Macchu Picchu provocaram a morte de uma turista argentina e um guia peruano. EFE mmr/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG