(atualiza número de vítimas e detalhes) Pequim, 14 jun (EFE).- Dezenove trabalhadores morreram soterrados após um deslizamento de terra em uma fábrica de tijolos na cidade de Luliang, na província de Shanxi (norte), segundo informou hoje a agência oficial Xinhua.

O incidente ocorreu ontem, sexta-feira, às 10h20 no horário local (23h20 de Brasília) em uma montanha próxima a Luliang e pertencente ao distrito de Lishi.

Os serviços de emergência explicaram que o deslizamento de terra destruiu as instalações da empresa, prendendo mais de 20 empregados, dos quais por enquanto só um pôde ser resgatado com vida.

Durante a tarde de ontem, foram encontrados os cadáveres de 16 funcionários entre os escombros, e posteriormente as equipes encontraram outros três corpos.

"Estava trabalhando na fábrica quando vi uma enorme massa de terra caindo da montanha", explicou Wu Sandan, o empregado resgatado. "Consegui sair correndo, mas logo em seguida fui atingido por placas que caíam do teto", acrescentou.

Os trabalhos de salvamento tiveram que ser suspensos durante a noite perante os indícios de outro iminente deslizamento de terra e rochas na zona.

Todas as equipes de resgate deslocadas à zona do acidente, formadas por mais de 300 pessoas e 20 máquinas, foram evacuadas para evitar mais acidentes.

Trata-se do segundo acidente mortal em centros de trabalho ocorrido em Shanxi durante as últimas 24 horas, depois uma explosão ocorrida em uma mina de carvão, que causou 27 mortes. EFE gmp/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.