Deslizamento de terra força retirada de 120 pessoas na Itália

Roma, 2 mar (EFE).- Cerca de 120 pessoas que vivem na província italiana de Messina, na ilha da Sicília, foram retiradas na noite de ontem de uma área de aproximadamente 50 hectares devido a um novo deslizamento de terra.

EFE |

Segundo especialistas, quando as mais de 100 pessoas foram retiradas, a terra na região se deslocava a 7 km/h.

O deslizamento, que em meados de fevereiro forçou a retirada de cerca de 1.500 pessoas da localidade siciliana de San Fratello, agora atinge o município de Caronia, no litoral norte da ilha, informa hoje a edição eletrônica do jornal "Corriere della Sera".

Na desocupação da área atingida pelo problema ajudaram a Polícia e equipes da Defesa Civil.

Segundo o jornal, na região dos Montes Nebrodi, localizados entre o mar e o vulcão Etna, e nos quais também fica Caronia, foram registrados cerca de 250 deslizamentos de terra desde o janeiro.

A Coldiretti, uma associação de agricultores, diz que 84% dos municípios da província de Messina correm risco de inundações e deslizamentos. O motivo seria a urbanização inapropriada das zonas agrícolas, onde a canalização das águas teria sido feito de forma incorreta. EFE mcs/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG