Tirofijo foi levado à Venezuela - Mundo - iG" /

Desertor das Farc diz que corpo de Tirofijo foi levado à Venezuela

Bogotá, 19 set (EFE) - Um guerrilheiro que desertou das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) afirmou que o corpo do fundador e chefe do grupo rebelde colombiano, Pedro Antonio Marín, conhecido como Manuel Marulanda ou Tirofijo, que morreu em março aos 78 anos, foi levado para território venezuelano.

EFE |

A informação foi divulgada hoje por emissoras colombianas.

O ex-guerrilheiro identificado como "Yeiner", que desertou esta semana das Farc, disse à "Caracol Radio" que "Tirofijo" morreu nos braços de sua esposa após vários meses de agonia no departamento selvático do Guaviare (sul do país).

O ex-rebelde disse ter sido membro do círculo de segurança de "Tirofijo", que fundou as Farc em 1964.

O líder guerrilheiro morreu em 26 de março, segundo reconheceu um mês depois o grupo, e foi substituído por Guillermo León Sáenz, conhecido como "Alfonso Cano".

O desertor se entregou ao Exército em Pitalito (departamento de Huila, sudoeste) e pertencia à frente número 13 das Farc.

A morte de "Tirofijo" foi lamentada por políticos de outros países latino-americanos, o que gerou protestos do Governo da Colômbia, que considera a guerrilha um grupo terrorista. EFE gta/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG