Desertor americano radicado no Canadá será deportado

Toronto (Canadá), 13 ago (EFE).- O soldado americano Jeremy Hinzman, que fugiu para o Canadá para evitar ser enviado ao Iraque, será expulso de território canadense antes de 23 de setembro, informou hoje o grupo War Resisters Support Campaing.

EFE |

O grupo, que afirma prestar socorro a cerca de 200 soldados americanos que fugiram para o Canadá, assinalou que solicitou ao Governo federal "que intervenha para evitar que a família Hinzman seja enviada aos Estados Unidos para serem castigados".

A menos que as autoridades canadenses intervenham, o que é bastante improvável diante das declarações públicas do Governo do primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, Hinzman se tornará o segundo soldado americano deportado do país nessas circunstâncias.

Hinzman está no Canadá desde 2004 junto com sua mulher, Nga Nuyen, e seus dois filhos.

Em 2002, Hinzman serviu no Afeganistão, mas deixou sua unidade no ano seguinte, quando foi informado que iria ser destinado ao Iraque.

EFE jcr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG