Desemprego nos EUA é o maior desde 1983

O índice de desemprego nos Estados Unidos subiu para 8,9% no mês de abril, com uma perda de 539 mil postos de trabalho, segundo dados divulgados pelo Departamento de Trabalho americano nesta sexta-feira. Agora, os Estados Unidos contam com mais de 14 milhões de desempregados, o número mais elevado desde 1983.

BBC Brasil |

Mas o declínio de abril foi o menor nos últimos seis meses e ficou aquém do índice esperado por Wall Street, que era de 610 mil.

O setor privado no mês passado chegou a perder 611 mil postos de trabalho, mas houve um acréscimo de 72 mil empregos no setor público.

Obama
Boa parte dos novos empregos são, no entanto, postos provisórios, surgidos principalmente por conta de o Censo do país estar recrutando novos auditores para as sondagens nacionais que serão realizadas no ano que vem. A cifra de abril ficou bem abaixo da de meses anteriores, como mostraram os índices revisados pelo Departamento de Trabalho divulgados nesta sexta.

Em fevereiro, houve 681 mil empregos perdidos, mais do que a estimativa feita anteriormente, que era de 651 mil. O índice de março também foi revisto de 663 mil para 699 mil.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que ''ainda que seja um pouco encorajador o fato de que o índice é menor do que o dos últimos seis meses é uma cifra grave'''.

''O índice de desemprego é o maior em 25 anos. E isso enfatiza o fato de que ainda estamos em meio à uma recessão que vem sendo produzida há anos e será preciso meses e até anos para desfazê-la. E devemos esperar mais perdas de empregos nos próximos meses'', afirmou o líder americano.

Os comentários de Obama foram feitos durante o lançamento de um programa que oferecerá treinamento a pessoas que perderam

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG