A taxa de desemprego no Japão no mês de junho chegou a 5,5% - a maior alta dos últimos seis anos no país -, segundo dados oficiais divulgados nesta sexta-feira. Em maio, o índice foi de 5,2%.

O número de desempregados aumentou em 830 mil em junho, chegando a um total de 3,48 milhões - 31,3% a mais que no mesmo mês no ano passado.

Enquanto isso, a oferta de emprego caiu - hoje, para cada cem pessoas procurando trabalho, há 43 vagas.

Preços
Dados independentes mostram ainda que os preços ao consumidor de itens essenciais, excluindo alimentos, caíram 1,7% em relação aos anos anteriores - o que representa um novo recorde.

Segundo economistas em Tóquio, esse resultado já era esperado, e o valor deve se manter neste nível até meados de 2011, graças à queda do consumo interno.

A diminuição na demanda por imóveis também impulsionou a queda nos preços, de acordo com os especialistas.

Por outro lado, estatísticas também divulgadas nesta sexta-feira mostram que a produção industrial japonesa cresceu 8,3% no segundo trimestre do ano em relação ao trimestre anterior - o maior aumento desde 1953.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.